Os trabalhadores são pessoas! Têm de ser tratados como pessoas!

Um trabalhador, vítima de acidente de trabalho ou de doença profissional, é em primeiro lugar penalizado pela incúria da entidade empregadora, incapaz de prevenir adequadamente a situação em que colocou o trabalhador. Não pode, por isso, vir depois a mesma entidade empregadora, pretender penalizar novamente o trabalhador, reduzindo-lhe o rendimento a que tem direito.

Ler mais