Caparica | Festival de Música dos Capuchos apresenta programa de luxo

Programação do Festival de Música dos Capuchos 2023, foi apresentada hoje, dia 19 de Março, no Convento dos Capuchos. A edição deste ano realiza-se de 25 de Maio a 23 de Junho

Na sua terceira edição, após uma paragem de 20 anos, o Festival de Música dos Capuchos (FMC), com direcção artística do pianista Filipe Pinto-Ribeiro, traz a Almada músicos de referência mundial para treze concertos e, apresenta um ciclo de conversas moderadas por Carlos Vaz Marques, dedicadas aos centenários dos nascimentos de Mário Cesariny de Vasconcelos, Natália Correia e Eugénio de Andrade. 

De 25 de Maio a 23 de Junho, a música erudita regressará ao Convento dos Capuchos e, pela primeira vez, o FMC apresentará também três concertos no Teatro Municipal Joaquim Benite. 

Este vai ser um ano com uma programação muito especial, com a presença da Orquestra Barroca de Veneza “I Solisti Veneti”, uma referência mundial com mais de 350 álbuns editados, e da Orquestra de Câmara de Budapeste que assinala esta temporada 60 anos de existência e apresentará no FMC um concerto único em Portugal que incluirá a aguardada estreia nacional de “Oriente e Ocidente”, do estoniano Arvo Pärt, e de “As Quatro Estações Americanas”, do norte-americano Philip Glass. 

O Festival de Música dos Capuchos dedicará vários outros concertos às estações do ano, incluindo as “Quatro Estações” de Vivaldi, as “Quatro Estações de Buenos Aires” de Astor Piazzolla, “As Estações” de Tchaikovsky, “As Noites de Verão” de Hector Berlioz, “Summertime” de George Gershwin, entre outras obras relativas a esta temática. 

©DR / A Orquestra Barroca de Veneza “I Solisti Veneti”, uma referência a nível mundial.

Entre os músicos internacionais desta edição, o destaque vai desde logo para o pianista norte-americano Stephen Kovacevich; os violinistas Mario Hossen, Jack Liebeck e Esther Hoppe; as cantoras Lena Belkina, Ana Karina Rossi e Deniz Uzun, esta última em estreia portuguesa; o violoncelista suíço Christian Poltéra; o clarinetista francês Pascal Moraguès; a pianista arménia Marianna Shirinyan; o bandoneonista e compositor argentino Marcelo Nisinman e; o famoso Quarteto Hermès, de Paris. 

A presença nacional estará a cargo de agrupamentos de referência, como o coro Officium Ensemble e o Schostakovich Ensemble, os novos projectos musicais 100 Caminhos e Juventus Ensemble, que juntarão jovens e consagrados músicos, sendo de realçar a interpretação de obras de vários compositores portugueses, da Renascença à música contemporânea. 

Realce para os dois concertos com a presença do acordeonista João Barradas, um dos quais dedicado ao universo do jazz, e o concerto “Carta Branca a António Victorino d’Almeida” que assinalará os seus 70 anos de actividade artística. 

O ciclo das já emblemáticas “Conversas dos Capuchos”, com curadoria e moderação de Carlos Vaz Marques, contará com convidados de renome e, pela primeira vez, o FMC apresentará um conjunto de actividades de formação e sensibilização, com master classes instrumentais orientadas por músicos e professores de referência internacional, conversas pré-concertos com a moderação de João Almeida e, uma caminhada na Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa da Caparica, onde está inserido o Convento construído no século XVI. 

Uma programação impar, que reafirma o Festival de Música dos Capuchos como evento cultural de referência. 

Toda a programação pode ser consultada aqui.

, , , , , , , , ,

Sofia Quintas

Directora e jornalista do Almada Online