Caparica | Lançamento do PIA 10

Ontem, dia 30 de Março foi lançada a primeira pedra para o conjunto habitacional de arrendamento acessível de Alfazina.

As obras de construção de 156 novas habitações para arrendamento acessível em Alfazina começaram ontem, dia 30 de Março, e prevê-se que estejam concluídas até ao Verão de 2025. O primeiro-ministro António Costa, o ministro das Finanças Fernando Medina, a ministra da Habitação Marina Gonçalves, a Presidente do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) Isabel Dias e, a Presidente da Câmara Municipal de Almada (CMA), Inês de Medeiros, participaram no lançamento da primeira pedra deste projecto habitacional previsto no Plano Integrado de Almada (PIA).

A cerimónia simbólica aconteceu depois do Governo ter apresentado em conferência de imprensa, o pacote “Mais Habitação” que define novas medidas para aumentar a oferta e assegurar o direito à habitação. 

Neste segundo momento de concretização do Plano Integrado de Almada (o primeiro aconteceu em Novembro de 2022 na Rua de Alcaniça, PIA 03), a ministra da Habitação, Marina Gonçalves, evidenciou: “aquilo que estamos aqui a construir é, efectivamente, uma política de habitação estrutural, que vem complementar o trabalho que está a ser feito pelo município no 1.º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação”, com o objectivo de “dar condições de vida dignas a todas as famílias”.

Nesta ocasião, a presidente da CMA, Inês de Medeiros, realçou que “este projecto, para além de responder a uma necessidade de habitação, responde também a uma necessidade de criar coesão com a criação de arrendamento acessível. Queremos continuar a criar uma cidade que pertence a todos de forma integrada sem guetos, sem zonas onde o estigma acaba por definir também a vivência social.”

Inês de Medeiros adiantou ainda que “entre os 107 projectos prontos para lançar a empreitada e os cerca de 270 ainda em fase de projecto, Almada poderá por fim, começar a olhar esta matéria de uma forma mais equilibrada por forma a que a habitação indigna deixe de ter tanto peso no nosso município.”

©Risco / Imagem do projecto vencedor

O Plano Integrado de Almada é constituído por um total de 14 operações a desenvolver pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana até 2026, com o objectivo de construir perto de 1200 habitações destinadas a arrendamento acessível, num investimento total superior a 165 milhões de euros financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

O conjunto habitacional na Quinta de Alfazina localizar-se-á no troço norte da Rua de Alfazina de Cima. O local a intervir tem uma dimensão de 14.776 m2 e uma área total de implantação de 3.226 m2, onde serão construídos 10 edifícios com 3 a 4 pisos acima da cota de soleira e 1 a 2 abaixo dessa referência, totalizando uma área bruta de construção de habitação de 15.080 m2. O valor estimado para o custo da obra é de 13.200.000 € + IVA, para um total de 156 habitações. O anúncio de abertura do concurso público para a sua construção foi feito a 2 de Janeiro de 2020.

, , , , , , , ,

Sofia Quintas

Directora e jornalista do Almada Online