Caparica | Novo Hospital de Psiquiatria na Comunidade

Investimento ultrapassa os 325 mil euros, é financiado pelo PRR e, será em Alfazina

Já se encontram a decorrer as obras para o novo Hospital de Dia de Psiquiatria na Comunidade – Cuidados Integrados Reabilitativos de Almada (CIRA), da Unidade Local de Saúde Almada-Seixal (ULSAS), em Alfazina. O novo hospital vai assegurar uma maior intervenção em saúde mental. A sua abertura está prevista para o fim deste ano.

Os principais objetivos do CIRA são a intervenção em crise, psicoterapia e reabilitação; facilitar a reintegração progressiva dos pacientes na comunidade, mantendo-os integrados no seu contexto e preservando a sua identidade; reduzir o impacto da psicopatologia na funcionalidade dos pacientes; estimular as suas interações sociais; melhorar e diversificar as suas competências ocupacionais e; prestar apoio às famílias, integrando-as no processo de tratamento.

O investimento neste novo equipamento de saúde é superior a 325 mil euros, ao qual acresce o IVA, o qual é financiado ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e inclui a as obras de beneficiação e de adequação das instalações, mobiliário geral fixo e móvel, assim como eletrodomésticos e aquisição de outros equipamentos.

As instalações do CIRA foram adquiridas pela Câmara Municipal de Almada (CMA), que as cedeu ao Hospital Garcia de Orta (HGO), através de um contrato de comodato, para a sua adaptação e reconversão.

O contrato de financiamento do PRR foi celebrado em Agosto de 2022, entre o HGO e a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), numa cerimónia que contou com a presença de responsáveis das Câmaras Municipais de Almada e Seixal, parceiros do HGO na concretização de vários projectos, da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT), do Agrupamento dos Centros de Saúde de Almada-Seixal (ACES), da Estrutura de Missão “Recuperar Portugal” e do Coordenador Nacional das Políticas de Saúde Mental.

A criação do CIRA insere-se na estratégia de expansão e requalificação das instalações dos Serviços de Psiquiatria do HGO, cujo objectivo principal consiste em melhorar o acesso e qualificar as respostas em saúde à população na área da saúde mental, criando condições adequadas à procura e aos requisitos técnicos desta assistência clínica, o que passa por soluções comunitárias.

Toda a estratégia está orçamentada em cerca de 2,3 milhões de euros, dos quais 1,53 milhões serão financiados pela União Europeia-NextGenerationEU, ao abrigo do PRR destinado à Saúde Mental, sendo que o restante ficará a cargo da ULSAS.

, , , , , , ,

Sofia Quintas

Directora e jornalista do Almada Online