Cristo Rei de verde e amarelo

No noite de 7 para 8 de Setembro

Na data em que o Brasil irá celebrar os 200 anos de independência de Portugal, a 7 de Setembro, a imagem do Cristo Rei, será iluminada ao anoitecer de verde e amarelo, as cores da bandeira brasileira.

A informação foi avançada à Lusa pelo coordenador das comemorações do bicentenário da independência do país sul-americano, em Portugal, o embaixador Francisco Ribeiro Telles.

“No dia 7 de Setembro, dia da independência do Brasil, o Cristo Rei de Portugal estará iluminado com as cores da bandeira do Brasil, o verde e o amarelo, à semelhança do que aconteceu com o Cristo do Corcovado, no Rio de Janeiro, (…) que também esteve com as cores da bandeira portuguesa, o que de certa forma marcou o início das comemorações no Brasil”, afirmou Francisco Ribeiro Telles.

Segundo o diplomata, o Cristo Rei estará iluminado com as cores da bandeira do Brasil a partir das 20h, hora local.

De acordo com a reitoria do Santuário do Cristo Rei, também contactada pela Lusa, a imagem já estará “iluminada ao anoitecer” e permanecerá com aquelas cores “durante toda a noite de 7 para 8 de Setembro”.

Esta será uma imagem visível de que Portugal se associa às comemorações dos 200 anos da independência de um país que foi território português.

O diplomata revelou que esta foi uma iniciativa da estrutura de coordenação das comemorações do bicentenário da independência do Brasil em Portugal.

“A estrutura da coordenação das comemorações contactou a entidade responsável pelo Cristo Rei, que imediatamente acederam ao nosso pedido” afirmou, acrescentando: “Tendo em conta até o que se tinha passado em relação ao Cristo Redentor, no Rio de Janeiro”.

Das comemorações dos próximos dias, Ribeiro Telles destacou ainda os concertos da Orquestra Filarmónica de Minas Gerais, nos jardins junto à Torre de Belém, e noutros locais e cidades portuguesas, uma iniciativa da embaixada do Brasil em Portugal.

Até agora, Ribeiro Telles faz “um balanço positivo” das comemorações do lado de Portugal e do Brasil.

O diplomata voltou também a salientar que um dos aspetos importantes foi o facto de ter sido o Brasil a convidar oficialmente Portugal a associar-se às comemorações dos 200 anos da sua independência.

Umas comemorações que Ribeiro Telles sublinha que não se ficarão por dia 7 de Setembro, pois já foram realizadas várias iniciativas antes e outras virão até ao final deste ano, concluiu.

, , , , ,

Sofia Quintas

Directora e jornalista do Almada Online