Laranjeiro | Corpo de homem encontrado no rio Tejo

O cadáver de um homem foi encontrado, esta Quinta-Feira 25 de Maio de manhã, a boiar no Rio Tejo junto à Base Naval do Alfeite

O cadáver de um homem foi encontrado na manhã de hoje, 25 de Maio, a boiar no Rio Tejo junto à Base Naval do Alfeite. Apresentava um elevado estado de decomposição, sinal de que estaria na água há vários dias. 

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) informa em comunicado que ​”na sequência de um alerta recebido pelas 8h, através de uma embarcação da Marinha Portuguesa que se encontrava nas proximidades, a dar conta de um corpo a flutuar no rio Tejo, deslocaram-se de imediato para o local elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Lisboa e da Estação Salva-vidas de Lisboa. Para o local deslocaram-se ainda os Bombeiros Voluntários do Dafundo e a Polícia Judiciária.”

O corpo foi removido do rio pelos tripulantes da Estação Salva-vidas de Lisboa, e transportado para a doca do Espanhol, em Lisboa, onde foi declarado o óbito pelo Delegado de Saúde. Foi posteriormente transportado para o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses de Lisboa, pelos Bombeiros Voluntários do Dafundo, onde será submetido a exames para determinar as causas da morte e a identidade. 

O Comando-local da Polícia Marítima de Lisboa tomou conta da ocorrência, e deu conhecimento ao Ministério Público, que vai agora esperar pelas conclusões dos exames para aferir se há indícios criminais ou não. O elevado estado de decomposição não permitiu apurar no local as causas da morte, nem se há indícios criminais. Se se verificarem indícios de mão criminosa, o caso passará para as mãos da Polícia Judiciária para investigação. 

As autoridades vão também determinar se o homem faz parte de pessoas dadas como desaparecidas pelos familiares nos últimos dias. Esta hipótese será a mais forte, para uma possível identificação do cadáver.

, , , , , , , , ,

Sofia Quintas

Directora e jornalista do Almada Online