Encerramento da escola da Fonte Santa: um enorme retrocesso civilizacional!

A Escola abrange uma comunidade escolar que ultrapassa largamente as fronteiras da Freguesia da Caparica onde se encontra instalada, sendo os seus alunos oriundos de diversas freguesias, incluindo fora do Concelho de Almada. Este facto, aliado ao preenchimento integral das vagas que disponibiliza, atesta, por si só, a confiança que os pais e encarregados de educação, e a comunidade educativa em geral, colocam na qualidade do ensino assegurado naquela escola.

Ler mais

A Senhora Feudal das (chique-espertices) dos tempos modernos 

Os anos passam e a Costa da (ou De tanto faz, perdoem-me os mais puritanos e tradicionalistas) continua à espera do seu el dourado; um desenvolvimento sustentável, arrojado e verdadeiramente direccionado para as pessoas, entre os quais e em primeiro lugar, os moradores, para quem o desenvolvimento deve ser dirigido, e para os visitantes, que muito fazem mexer com a actividade económica da segunda cidade do concelho de Almada.

Ler mais

Terras da Costa: O mamarracho da Senhora Dona Inês

É-me impossível conceber que visão futurista para Almada é esta – uma visão em que o caminho para o progresso passa por, numa magnanimidade senhorial, expropriar terras de trabalho e suor e, no seu lugar, erguer um barracão, uma estrada e um parque de estacionamento. Quem, no seu perfeito juízo, passa por cima de campos férteis e verdes e de plantações que são o orgulho da região?

Ler mais

A teimosia de Inês de Medeiros não passará! 

O CDS-Partido Popular, tal como a maioria dos grupos municipais, solicitou a retirada imediata da proposta do Agroparque para que fossem fornecidos mais esclarecimentos, auscultando a Câmara, mas também os agricultores e moradores das Terras da Costa, sob pena de se tomarem decisões que vão contra direitos adquiridos, ou que deixam no ar suspeições, relativas a deliberações tomadas com ligeireza e sem critérios rigorosos de apuramento dos factos.

Ler mais

Nos 50 anos do 25 de Abril, cumprir e fazer cumprir a Constituição da República

A CRP corporiza, antes de mais, o cumprimento, integral e exemplar, de uma das promessas dos Capitães de Abril plasmadas no Programa do Movimento das Forças Armadas (MFA): uma vez derrotado o fascismo e eliminadas as estruturas do poder ditatorial, devolver, de forma rápida e pacífica, a soberania integral e o poder político ao Povo Português.

Ler mais

10 de Março…a verdade escondida pelos números

Antes de tudo uma ressalva, esta crónica é uma análise aos resultados das eleições, escrito após o escrutínio e durante as reuniões do presidente da república com os partidos políticos, logo no seu teor apenas conterá uma análise aos resultados, incluindo já votos dos emigrantes, mas não são analisadas as opiniões e os cenários governativos traçados ao longo dos últimos dias pelos partidos, nem tão pouco aqueles que possam já estar “em vigor” no dia da publicação.

Ler mais