Trafaria | Lobo Mau e Baleia Piloto em concerto

Os Lobo Mau e os Baleia Piloto tocam, Sábado dia 14 de Janeiro às 21h, no clube Recreios Desportivos da Trafaria

As bandas Lobo Mau e Baleia Piloto apresentam-se em concerto no Sábado 14 de janeiro às 21h no clube Recreios Desportivos da Trafaria, mais conhecido como Casino da Trafaria. Um concerto de música folk e indie rock em português.

Lobo Mau é a banda de David Jacinto, Gonçalo Ferreira e Lília Esteves. Depois de colaborarem na mítica banda TvRural, uniram-se na criação do universo sonoro das canções que nascem da sua partilha artística, enquanto músicos, autores, compositores, intérpretes e produtores. Depois de “Na Casa Dele” (2020), “Vinha A Cantar” (EP, 2021), surge “Agarrado ao Mundo” (2022). São 9 canções que nos transportam para o universo folk/rock português, tão característico da banda, em comunhão com o resultado da experimentação de novas texturas sonoras, como vem sendo habitual na composição do trio lisboeta e na personalidade sonora do lobo. À linguagem melódica e lírica que nasce da comunhão criativa dos 3 autores, compositores e músicos de Lobo Mau, juntam-se nestas canções a ousadia da electrónica, o arrojo dos trompetes e dos kazoos, e a insistência da caminhada no ritmo das peles, das cordas e das teclas que acompanham a génese das canções – a guitarra e as duas vozes.

Os Baleia Piloto nasceram em 2017 nos arredores de Lisboa. Três amigos juntam-se para partilhar histórias e sons. Antero Assane (Switchtense, Praga, Airbuzz) toca bateria e marca o pulso das canções; David Matos (Praga, Airbuzz) improvisa melodias graves no baixo e no sintetizador; Nuno Lopes (Praga) segura na guitarra e sonha com timbre na ponta dos dedos. Nestes encontros surgiu um impulso criativo para fazer canções que misturassem memórias antigas com paisagens sónicas ainda por desbravar. Os primeiros esboços foram criados em casa do David. Nestes ensaios caseiros o repertório começou a ganhar vida própria, a assumir o desejo de novos caminhos e cenários. Surgiu assim a necessidade de criar uma banda, como catalisadora de emoções e pensamentos. A escolha da língua portuguesa nas letras foi natural, pois o processo criativo assenta numa exploração sensitiva dos recantos escondidos da memória, que só a língua nativa consegue descodificar. Todos cantam. Criam música moderna de memórias antigas. Canções com curvas e contratempos, onde linguagens se misturam para perceber o silêncio, pois é nas pausas que ganham embalo. O tão esperado álbum de estreia “Corta Vento”, é uma viagem por memórias antigas em diferentes andamentos. São músicas que fluem entre a delicadeza do folk, a eletricidade do rock, e ambientes que exploram novas paisagens sónicas. Baleia Piloto são Antero Assane, David Matos e Nuno Lopes, artesãos da música que criam canções de forma a torná-las artefactos que sobrevivam à erosão digital dos tempos de hoje.

, , , , , , , , ,

Sofia Quintas

Directora e jornalista do Almada Online